SOBRE O INTECAB-SP

A História do INTECAB

O Instituto Nacional da Tradição e Cultura Afro-Brasileira (INTECAB), é resultado de um longo processo e emergiu como necessidade nacional, decorrente do intenso movimento internacional promovido pela Conferência Mundial da Tradição dos Orixá e Cultura (COMTOC). Esse processo desenvolveu-se no início da década de 1980, quando chefes religiosos da África, América do Norte, América do Sul (incluindo o Brasil) e Caribe reuniram-se em Nova York,  no Caribbean Cultural Center. Estiveram presentes no Encontro Deóscoredes Maximiliano dos Santos, o Mestre Didi, Alapini do Culto aos Eguns (Brasil); o então Reitor da Universidade de Ilê Ifé (Nigéria), Vande Abimbolá; o Ougan Vodun do Haiti Max Bauvoir; o Babalawô Lucumi de Cuba, Julito Collazo; com a colaboração da Presidente do Caribbean Cultural Center, Marta Vega (EUA) e a Coordenadora Geral da Sociedade de Estudos das Culturas e da Cultura Negra no Brasil (SECNEB), Juana Elbein dos Santos (Brasil).

Deóscoredes Maximiliano dos Santos (Alapini Mestre Didi)

Nessa ocasião foi discutida a possibilidade de intercâmbio a nível mundial da tradição dos Orixá e sua cultura  assumindo esse Encontro de Nova York importância histórica para iniciar o processo contra a fragmentação da religião de origem africana no mundo. Os líderes religiosos decidiram promover Conferências Internacionais, as COMTOCS, para dar continuidade ao processo de intercâmbios. Logo em 1981, realizou-se em Ilê Ifé na Nigéria, a 1ª COMTOC, organizada pelo Departamento de Leitura e Língua Africana da Universidade de Ifé , com apoio do Caribbean Cultural Center e da SECNEB.

A 2ª COMTOC foi realizada no Brasil em 1983 e trouxe para a Bahia os mais expressivos líderes religiosos e intelectuais do mundo ligados a tradição religiosa africana  Essa Conferência aconteceu no Centro de Convenções de Salvador. Já a 3ª COMTOC teve sede em Nova York, em 1986, no Hunter College, com representantes dos EUA, Caribe, África e uma numerosa e expressiva delegação do Brasil. A participação da delegação brasileira foi um dos pontos altos da 3ª COMTOC, tendo seus integrantes contribuído com 38 comunicações escritas, ilustrações de dança e música sacras, concerto de percussão, exposição coletiva de artistas plásticos e uma exposição individual do Mestre Didi, no Schomburg Center.

Mãe Stella de Oxóssi

A discussão centrou-se em se o INTECAB deveria ou não abranger a tradição afro-brasileira com todos seus desdobramentos, incluindo a Umbanda e outras correlatas, desde que mantivessem a preservação de seus princípios originais afro-brasileiros. Essa polêmica gerou alegações sobre a legitimidade da participação das diversidades ocasionando a saída daqueles que sustentavam que a instituição apenas congregaria a tradição dos orixá. A reunião continuou na sede da SSECNEB, com a coordenação de Deóscoredes Maximiliano dos Santos, contando com as demais delegações que acordaram com a continuidade da concretização do INTECAB.

Decidiu-se a criação do Conselho Religioso Nacional, que voltou a reunir-se em outubro de 1987, com representantes de cada estado, decidindo-se pela criação do Instituto Nacional da Tradição e Cultura Afro-Brasileira (INTECAB) com instalação da Coordenação Nacional em Salvador na Bahia. Ao mesmo tempo, foram criadas Coordenações Estaduais em cada um dos estados fundadores: Pernambuco, Rio de Janeiro, Maranhão e Minas Gerais. Posteriormente foram criadas as Coordenações Estaduais de São Paulo, Pará, Sergipe e Paraíba.

O objetivo principal do INTECAB é preservar os valores espirituais, culturais e científicos da religião tradicional africana no Brasil e seus desdobramentos, aprofundando o intercâmbio a nível nacional e internacionalmente.

Mestre Didi e Juana Elbein dos Santos

A instância superior do INTECAB é o Conselho Religioso Nacional, integrado por altos dignatários das comunidades-terreiro da Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Maranhão, Pernambuco, São Paulo, Pará, Sergipe e Paraíba.

O Coordenador do Conselho Religioso Nacional é o Alapini Deóscoredes Maximiliano dos Santos, o mestre Didi, Sacerdote Supremo do Culto aos Ancestrais, e um dos sete membros fundadores do 1º Comitê Internacional da COMTOC. O Conselho Religioso Nacional congrega além dos membro fundadores dois representantes de cada um dos Conselhos Religiosos Estaduais. A partir da sua organização, outros estados brasileiros tiveram seus representantes incorporados ao INTECAB. Para o INTECAB não cabe, no contexto das Américas, pretender superar ou fragmentar as diversas manifestações religiosas herdadas ou emergentes da vertente africana.  Sem pretender interferir ou misturar essas variáveis da religião tradicional africana – resultante dos diferentes territórios e nações de origem africana e de posteriores elaborações sócio-históricas. O INTECAB propõe absoluto respeito a essa diversidade, sem estabelecimento de hegemonia de nenhuma nação ou das diversas expressões dentro da religião africana. Seu lema: União na Diversidade.

O INTECAB não é uma instituição religiosa de caráter litúrgica, embora composta em sua maioria por integrantes da comunalidade espiritual africano-brasileira, visa a preservação, continuidade e expansão dos valores da tradição, propondo-se a atuar através de aprofundamentos teológicos e litúrgicos, da expansão cultural através de intercâmbios e de trocas de experiências. O INTECAB é um Instituto de caráter deliberativo.

A estratégia do INTECAB não possui caráter punitivo, mas sim, de apoiar os valores genuínos que constituem as culturas e religiões africano-brasileiras.

(Fonte: INTECAB Coordenação Nacional)

PROPOSTAS DE TRABALHO DO INTECAB (Gestão 2010-2014)

  • Ações Afirmativas
  • Alfabetização na Melhor Idade
  • Mulheres sua Religiosidade e sua Família
  • Cartilhas explicativas sobre as religiões afro e a luta contra a Intolerância Religiosa
  • Campanhas educativas, candidaturas eleitorais
  • Cursinhos Pré-vestibulares
  • Fóruns de Discussão sobre as Religiões Afro e o Movimento Negro
  • Geração de Renda
  • Juventude e sua Participação na Religiosidade
  • Nossos anciãos
  • Novos Núcleos
  • Participações em afoxés, caminhadas e marchas
  • Políticas Públicas
  • Saúde nos Terreiros
  • Seminários Temáticos: Crianças nas Comunidades de Terreiros
  • SIWAJU-Boletim Informativo
  • Viagens educativas  e turistícas ou viagens histórias
  • Visitas asilos, orfanatos e casas de caridade

Conheça a atual coordenação do INTECAB-SP

Contatos da coordenação e do INTECAB-SP

Conheça o INTECAB-SP Núcleo Baixada Santista

SIWAJU – O Boletim Informativo do INTECAB-SP

Notícias sobre os Eventos e Reuniões do INTECAB-SP

Significado da Logomarca do INTECAB

União na Diversidade
União na Diversidade

União na Diversidade

IGBA: Na simbologia nagô, igba, a cabaça, artisticamente trabalhada em alto relevo magnificando as representações sagradas e rituais, simboliza o universo-IGBA.

NLA – grande cabaça: Nas metades do Igba, observa-se desenhos de triângulos em sucessão caracterizando uma corrente de expansão do processo do existir.

OXE XANGÔ: Símbolo da presença do orixá que emerge da cabaça na logomarca do INTECAB, o Oxe Xangô é uma escultura-emblema, que constitui uma das “armas” ou instrumento do Orixá Xangô.
Ele é usado tanto por suas sacerdotisas manifestadas quanto nos “assentamentos” do Orixá, e se caracterizam pela forma de um machado duplo, relacionado ‘as pedras de raio.
No oxé, Exu está representado, através dos seus olhos gravados na madeira, garantindo assim a ação dinâmica de Xangô.
A combinação do Igba com o Oxe Xangô presentes na logomarca do INTECAB é uma feliz sugestão da representação das origens, continuidade, expansão e presença dinâmica da tradição.

A cor azul da logomarca estadual: O INTECAB nacional é regido por Xangô, portanto a sua logomarca possui a cor vermelha. Porém, os INTECABs estaduais são regidos por Ogum, orixá que possui a cor azul.

Uma resposta to “SOBRE O INTECAB-SP”

  1. VIII SEMINARIO NACIONAL DE RELIGIÕES AFRO BRASILEIRO E SAÚDE DE 29 DE ABRIL A 01 DE MAIO DE 2011 – TERESINA -PI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: